VIDIGAL: Imagens, Memória e Resistência

VIDIGAL: Imagens, Memória e Resistência
Nesse evento serão apresentados os filmes super-8 (digitalizados) produzidos na década de 1970 por Felícia Krumholz por ocasião da luta pela não remoção da Favela do Vidigal, além de fotos, documentos e áudios da época.
Esse arquivo, que hoje pertence ao Lote da Associação dos Moradores do Vidigal no acervo da Cinemateca do Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro, foi doado por Felícia Krumholz e recuperado pelo Projeto de Cinema da Escola Municipal Prefeito Djalma Maranhão (CINEAD) sob a orientação de Hernani Heffner conservador da Cinemateca.

Data: 13 de agosto
Hora: das 14h às 17h
Local: Cinemateca do Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro

Curso de Extensão “Tempo, Visualidade e Educação”

Voltado, preferencialmente, para professores  e alunos das licenciaturas da rede pública, o curso busca pensar nas possibilidades do trabalho pedagógico  com a imagem e o texto na sala de aula; refletir sobre atenção, aceleração, visualidade frente às transformações tecnológicas.
O curso é quinzenal, com início no dia 24 de agosto findando no dia 7 de dezembro, das 13h às 16h no Colégio Estadual Amaro Cavalcanti. Será oferecido certificado de horas aos concluintes.

Matinê Pedagogias da Imagem

Para quais experiências o cinema nos convoca? Tendo em vista que são diversas as produções audiovisuais capazes de nos afetar atualmente, também são múltiplos os modos pelos quais as imagens nos forçam a pensar. Por isso, vamos multiplicar nossas sessões para ampliarmos nossas linhas de atuação e dar conta de diferentes linguagens, formatos, temas e debates que cada vez mais nos interpelam. O Pedagogias da Imagem – cineclube da Faculdade de Educação da UFRJ – inaugura, a partir do mês de agosto, uma nova modalidade de sessão que vem a se juntar às tradicionais sessões mensais.

Vamos dar início à Matinê Pedagogias da Imagem, com exibição de filmes seguidas de debate que acontecerão pelas manhãs, no auditório Manoel Maurício do CFCH. A ideia do projeto das matinês surgiu com o objetivo de ocupar horários alternativos com as sessões, ofertando a possibilidade de participação para escolas e turmas de ensino médio, profissionais da educação básica e superior, pessoas ligadas ao campo do audiovisual em geral, além do público espontâneo.

Deste modo, além de um estreitamento de possíveis parcerias com a educação básica, a Matinê Pedagogias da Imagem busca intensificar a dinâmica cultural do campus da Praia Vermelha, não apenas restrito a atividades acadêmicas, mas de portas abertas à sociedade, estimulando a circulação de diferentes públicos em suas atividades. Ao longo do mês de agosto, teremos sessões semanais abertas a qualquer participante interessado, como de costume. Além disso, enfatizamos o convite à participação de turmas da educação básica (a partir de 14 anos), com agendamento prévio a partir do email pedagogiasdaimagem@gmail.com .

Para as sessões inaugurais da Matinê Pedagogias da Imagem, apresentaremos filmes e debates em parceria com a Mostra Ecofalante de Cinema Ambiental, sendo o cineclube o local onde acontecerá a itinerância desta mostra na UFRJ. A Ecofalante, maior mostra de cinema socioambiental da América do Sul, já passou por São Paulo e neste mês de agosto desembarca no Rio, Niterói e Brasília.

Já na semana que vem, em nossa primeira sessão, exibiremos o curta Às margens e o longa-metragem Cidadã Jane: a luta pela cidade . Teremos a alegria de contar com a presença da arquiteta e professora Tamara Egler para conversar com o público após a sessão. Tamara é mestre em planejamento urbano e regional, doutora em sociologia, professora do Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano e Regional da UFRJ (IPPUR/UFRJ) e coordenadora do Laboratório Estado, Sociedade, Tecnologia e Espaço.

As sessões acontecerão sempre às terças-feiras, às 10h, no auditório Manoel Maurício/CFCH. A entrada é franca.

Veja abaixo a programação completa da mostra na UFRJ e programe-se!